Maio paralisado

Para o Brasil, dentre tudo o que aconteceu no país em maio, o fato mais marcante foi a greve dos caminhoneiros, que paralisou diversos setores da economia. Um fato muito interessante este, pois evidencia a necessidade de uma reforma radical na política nacional. O Estado brasileiro é inchado, caro e ineficiente; independente de quem o governe, é necessário fazer cortes (começando pelos supersalários de parlamentares, juízes e etc.). Mas, quem disse que político pensa nisso? É mais fácil criar impostos, elevar os preços e as taxas, mas jamais eliminar regalias. Essa greve serve como uma boa reflexão para as eleições que estão por vir; seria interessante fugir de candidatos que estão “loucos no estatismo”.

Vou deixar o assunto polêmico de lado, não é esse o objetivo do post.

Ao contrário do Brasil, que parou, minhas leituras não pararam durante o mês de maio, continuando a todo vapor. Com exceção de ‘A assombração da Casa da Colina’, os livros que li são muito bons e de grande importância para a História e para a Literatura. Um deles, como você verá, é muito importante de ser lido em ano de eleições. Foram leituras bem distintas entre si, livros de gêneros e estilos bem diferentes.

Muita coisa parou em maio, mas, como a vida segue, sigo apresentando o ranking das leituras mensais. Preparado para a lista? Continuar lendo “Maio paralisado”

Anúncios
Maio paralisado

Citações #6,5

Há exatamente uma semana, postei algumas citações dos livros que li em abril. Como consegui ler um pouco mais nesse mês, algumas citações (muito boas) acabaram por ficar de fora da postagem.

Por isso decidi criar um novo post, para incluir as citações restantes. Se tratando de uma continuidade (uma segunda parte), preferi dar um título que passasse essa ideia. Afinal, a sétima entrada dessa série de posts só irá ao ar em junho.

Espero que goste das citações a seguir, e que sejam uma forma de incentivo à leitura. Venha conhecer novos livros (ou reencontrar alguns velhos conhecidos)! Continuar lendo “Citações #6,5”

Citações #6,5

Minhas Leituras #68: A assombração da Casa da Colina – Shirley Jackson

“Rainha do terror? Sério?”

Título: A assombração da Casa da Colina
Autor: Shirley Jackson
Editora: Suma
Ano: 2018
Páginas: 240
Tradução: Débora Landsberg
Encontre o livro na Amazon: https://amzn.to/2sAOakc

“Nenhum organismo vivo pode existir muito tempo com sanidade sob condições de realidade absoluta […]” (JACKSON, Shirley. A assombração da Casa da Colina. Editora Suma, 2018, p. 7)

Em um de seus livros mais conhecidos, Shirley Jackson apresenta uma história de casa mal-assombrada. Será que dá medo? Continue lendo para saber! Continuar lendo “Minhas Leituras #68: A assombração da Casa da Colina – Shirley Jackson”

Minhas Leituras #68: A assombração da Casa da Colina – Shirley Jackson

Citações #6

Em abril, apesar do pouco tempo e de outras responsabilidades, consegui ler sete livros, um número bom. Uns mais finos, outros com mais páginas. Acredito que número de páginas não quer dizer muita coisa, afinal, existem autores que conseguem dizer tudo em poucas páginas, enquanto outros escrevem mil páginas de pura enrolação, sem completar qualquer argumento.

Não gostei de todos esses sete livros, alguns me decepcionaram (‘A incendiária’ e ‘O processo’), esperava mais (é o famoso hype). Mas, como costumo dizer, é possível retirar algo de bom até mesmo de um livro ruim, pois nenhum livro é 100% ruim (bem, até hoje nunca me deparei com um assim).

Seguindo essa ideia, dou continuidade aos posts que trazem citações das minhas últimas leituras. Acredito que essa seleção ficou muito boa e será uma ótima maneira de divulgar a literatura. Espero que goste e, caso queira utilizar alguma dessas imagens, sinta-se livre para isso. Continuar lendo “Citações #6”

Citações #6

Minhas Leituras #65: A incendiária – Stephen King

“Stephen King mostrando que não escreve apenas terror”

Título: A incendiária
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Ano: 2018
Páginas: 450
Tradução: Regiane Winarski
Encontre o livro na Amazon: https://amzn.to/2jZYTkk

“[…] quando estamos em uma situação ruim, às vezes é preciso fazer coisas que nós nunca faríamos se as coisas estivessem bem.” (KING, Stephen. A incendiária. Suma, 2018, p. 107)

Após um início de carreira arrebatador, com obras puramente de terror, Stephen King escreveu três livros, em sequência, que fogem desse padrão, sendo, na realidade, livros de suspense. ‘A incendiária’ é um deles. Continuar lendo “Minhas Leituras #65: A incendiária – Stephen King”

Minhas Leituras #65: A incendiária – Stephen King

Minhas Leituras #61: Psicose – Robert Bloch

“A matéria-prima do clássico de Alfred Hitchcock”

Título: Psicose
Autor: Robert Bloch
Editora: DarkSide Books
Ano: 2013
Páginas: 256
Tradução: Anabela Paiva
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2Gs3d4J

“Engraçado, pensava Sam, como acreditamos saber tudo sobre uma pessoa só porque a vemos frequentemente ou porque temos uma forte ligação emocional com ela.” (BLOCH, Robert. Psicose. DarkSide Books, 2013, p. 114)

Quem nunca viu aquela clássica cena, em preto e branco, de uma moça tomando banho, quando é surpreendida por alguém portando uma faca, pronto para assassiná-la? Foi do livro de Robert Bloch que Alfred Hitchcock retirou todos os elementos para seu clássico filme ‘Psicose’. Continuar lendo “Minhas Leituras #61: Psicose – Robert Bloch”

Minhas Leituras #61: Psicose – Robert Bloch

Citações #4

Minhas últimas leituras se revelaram boas e medianas; gostei muito de alguns livros, mas nem tanto de outros. Também foram diversificadas, sem me prender a um gênero em específico. Porém, há algo em comum entre todas: citações interessantes.

Por mais chato que um livro possa parecer (às vezes não faz nosso tipo), sempre existe algo de bom a ser extraído a partir de sua leitura. Alguma frase que marcou, alguma sabedoria, palavras inteligentes.

Continuando com a série de posts, que já se encontra em sua quinta edição, apresento algumas citações retiradas dos últimos livros que li. Apresentar em forma de imagem é mais interessante do que em simples forma de texto, além de poder ser compartilhada mais facilmente (sinta-se à vontade se quiser compartilhar essas imagens em suas redes socais). Dessa vez temos livros de terror, filosofia, clássicos e mistério. Um leque misto, com o qual espero incitar a curiosidade e a vontade de conhecer um novo livro, um novo autor e um novo mundo! Continuar lendo “Citações #4”

Citações #4

E tudo começou, outra vez

Fevereiro, para quem é aluno/universitário, significa início de aulas. O começo é difícil, as férias nos deixam desacostumados, fora de forma. Mas, saber que esse é o meu último ano de faculdade me anima a continuar com força total (espero estar pensando assim daqui três meses).

Dizem que o ano começa após fevereiro; não sei. Sei que depois vem mais trabalho, até porque há como descansar um pouco em fevereiro, o mês do carnaval. Março significa estágio, a vida volta a ficar corrida.

O menor mês do ano trouxe boas leituras e bons índices para o blog, um bom início de ano. A frequência de postagens manteve-se, o conteúdo está bem diversificado, parece que está no caminho certo. Mas, falando em leitura, como virou costume por aqui, vamos ao ranking do mês de fevereiro. Tem alguma ideia de qual livro ficou em primeiro lugar? Continue lendo e descubra! Continuar lendo “E tudo começou, outra vez”

E tudo começou, outra vez

Minhas Leituras #54: Medo clássico, vol. 1 – H. P. Lovecraft

Título: Medo clássico, vol. 1
Autor: H. P. Lovecraft
Editora: DarkSide Books
Ano: 2017
Páginas: 384
Tradução: Ramon Mapa da Silva
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2GutvTG

“A coisa mais misericordiosa do mundo, penso eu, é a inabilidade da mente humana em correlacionar todo o seu conteúdo”. (LOVECRAFT, H. P. O chamado de Cthulhu. In: Medo clássico, vol. 1. DarkSide Books, 2017, p. 118)

O terceiro volume da coleção Medo Clássico, publicada pela DarkSide Books, chegou às livrarias no final de 2017. Trata-se de uma antologia de contos de H. P. Lovecraft, organizados em uma bela edição (como a editora sempre faz). Mas, nesse caso, um provérbio mostra-se bastante verdadeiro: “beleza não se põe à mesa”. Continuar lendo “Minhas Leituras #54: Medo clássico, vol. 1 – H. P. Lovecraft”

Minhas Leituras #54: Medo clássico, vol. 1 – H. P. Lovecraft

Minhas Leituras #53: Sempre vivemos no castelo – Shirley Jackson

Título: Sempre vivemos no castelo
Autor: Shirley Jackson
Editora: Suma de Letras
Ano: 2017
Páginas: 200
Tradução: Débora Landsberg
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2LcWpLP

“Meu nome é Mary Katherine Blackwood. Tenho dezoito anos e moro com minha irmã Constance. Volta e meia penso que se tivesse sorte teria nascido lobisomem, porque os dois dedos médios das minhas mãos são do mesmo tamanho, mas tenho de me contentar com o que tenho.” (JACKSON, Shirley. Sempre vivemos no castelo. Suma de Letras, 2017, p. 7)

Último livro publicado de uma das maiores escritoras estadunidenses do século XX, ‘Sempre vivemos no castelo’ apresenta uma trama confusa e aparentemente sem um sentido principal, porém, no meio dessa confusão toda, a obra aborda algumas questões delicadas, de maneira bem sutil. Continuar lendo “Minhas Leituras #53: Sempre vivemos no castelo – Shirley Jackson”

Minhas Leituras #53: Sempre vivemos no castelo – Shirley Jackson