Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien

Título: O hobbit
Autor: J. R. R. Tolkien
Editora: WMF Martins Fontes
Ano: 2012
Páginas: 328
Tradução: Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta
Veja o livro no site da editora: https://www.martinsfontespaulista.com.br/hobbit-o-encadernado-435323.aspx/p

“Se mais de nós dessem mais valor a comida, bebida e música do que a tesouros, o mundo seria mais alegre”. (TOLKIEN, J. R. R. O hobbit. WMF Martins Fontes, 2012, p. 281)

Um dos primeiros grandes sucessos literários do gênero fantasia, livro que deu início à saga do anel — que continua em ‘O Senhor dos anéis’ — além de marcar o começo de uma mitologia completa criada pelo grande mestre da fantasia. Continuar lendo “Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien”

Anúncios
Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien

Minhas Leituras #46: Edda em prosa – Snorri Sturluson

Título: Edda em prosa: Gylfaginning e Skáldskaparmál
Autor: Snorri Sturluson
Editora: Ed. Barbudânia
Ano: 2014
Páginas: 344
Tradução: Artur Avelar
Veja o livro no site da editora: https://www.facebook.com/Barbudania/

Eles não sabiam onde era o seu reino, mas eles acreditavam que ele governava tudo na terra e nas nuvens, o céu e as estrelas, o mar e o clima. A fim de que isso pudesse estar relacionado e ser relembrado, eles deram seus próprios nomes a tudo, mas com as migrações de povos e multiplicação de línguas, essa crença mudou de muitas maneiras. (STURLUSON, Snorri. Edda em prosa: Gylfaginning e Skáldskaparmál. Ed. Barbudânia, 2014, p. 14)

Nunca a mitologia nórdica esteve tão em alta na cultura pop. Há diversas séries e filmes inspirados nesse tema. Uma das fontes mais preciosas sobre essa mitologia é o ‘Edda em prosa’, escrito no século XIII, livro sobre o qual falarei neste post, atualmente a edição mais completa disponível no Brasil. Continuar lendo “Minhas Leituras #46: Edda em prosa – Snorri Sturluson”

Minhas Leituras #46: Edda em prosa – Snorri Sturluson

Minhas Leituras #45: Primeiro amor – Ivan Turguêniev

Título: Primeiro amor
Autor: Ivan Turguêniev
Editora: Penguin-Companhia das Letras
Ano: 2015
Páginas: 112
Tradução: Rubens Figueiredo
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=85121

“Isso é a paixão!… Como não se rebelar, como suportar um golpe de qualquer mão que seja!… Mesmo da mão mais querida! Mas parece que é possível, quando se ama…” (TURGUÊNIEV, Ivan. Primeiro amor. Penguin-Companhia das Letras, 2015, p. 103-104)

Quem nunca se apaixonou pela primeira vez? Você se lembra de como se sentiu, as novas sensações que experimentou? É sobre isso que Ivan Turguêniev escreve nessa novela, dentre toda sua obra, uma das mais cultuadas. Continuar lendo “Minhas Leituras #45: Primeiro amor – Ivan Turguêniev”

Minhas Leituras #45: Primeiro amor – Ivan Turguêniev

Minhas Leituras #44: O estrangeiro – Albert Camus

Título: O estrangeiro
Autor: Albert Camus
Editora: Record/Altaya
Ano: 1995
Páginas: 122
Tradução: Valerie Rumjanek
Veja o livro no site da editora: http://www.record.com.br/livro_sinopse.asp?id_livro=24974

“Perguntou-me, depois, se eu não estava interessado em uma mudança de vida. Respondi que nunca se muda de vida; que, em todo caso, todas se equivaliam, e que a minha, aqui, não me desagradava em absoluto”. (CAMUS, Albert. O estrangeiro. Record-Altaya, 1995, p. 46)

Um livro curto, mas que diz muito, pois nos faz pensar. Esse é ‘O estrangeiro’, um romance filosófico, a obra mais conhecida de Albert Camus, que também falou muito, apesar de uma vida consideravelmente curta aqui neste mundo. Continuar lendo “Minhas Leituras #44: O estrangeiro – Albert Camus”

Minhas Leituras #44: O estrangeiro – Albert Camus

Minhas Leituras #43: A senhora do lago – Andrzej Sapkowski

Título: A senhora do lago, v. 1 e 2
Autor: Andrzej Sapkowski
Editora: WMF Martins Fontes
Ano: 2017
Páginas: 304 e 266
Tradução: Olga Bagińska-Shinzato
Veja o livro no site da editora: http://www.wmfmartinsfontes.com.br/produto/318199-senhora-do-lago-a-the-witcher-a-saga-do-bruxo-geralt-de-rivia-livro-7-vol-2

“Até um homem simples, inclusive cheio de alegria, até eufórico, deveria entender que a política também é uma espécie de guerra, embora travada de uma maneira um pouco diferente” (SAPKOWSKI, Andrzej. A senhora do lago, v.2. WMF Martins Fontes, 2017, p. 139)

Em 2011, chegava às livrarias brasileiras ‘O último desejo’, uma coletânea de contos de um tal bruxo Geralt de Rívia, o primeiro livro de uma série composta por sete (oito, se contarmos um prelúdio, lançado recentemente). Agora, em 2017, a saga chega ao fim, fechando o arco dessa incrível história de fantasia em grande estilo. Continuar lendo “Minhas Leituras #43: A senhora do lago – Andrzej Sapkowski”

Minhas Leituras #43: A senhora do lago – Andrzej Sapkowski

Minhas Leituras #42: Medo clássico – Edgar Allan Poe

 

Título: Medo clássico, v. 1
Autor: Edgar Allan Poe
Editora: Darkside Books
Ano: 2017
Páginas: 384
Tradução: Marcia Heloisa
Veja o livro no site da editora: http://www.darksidebooks.com.br/edgar-allan-poe-medo-classico/

“Àqueles que sonham de dia, é dado a conhecer muito do que escapa aos que sonham apenas à noite”. (POE, Edgar Allan. Eleonora. In: Medo Clássico. Darkside Books, 2017, p. 263)

Inspiração para diversos autores, como H. P. Lovecraft, Stephen King e Neil Gaiman, Edgar Allan Poe ajudou a consolidar diversos gêneros literários e criou uma legião de leitores amantes do horror e do mistério. Dentre sua vasta produção de contos, a editora Darkside Books selecionou 15 e os organizou em uma bela edição, digna à importância desse grande autor. Continuar lendo “Minhas Leituras #42: Medo clássico – Edgar Allan Poe”

Minhas Leituras #42: Medo clássico – Edgar Allan Poe

Minhas Leituras #41: Ensaio sobre a cegueira – José Saramago

Título: Ensaio sobre a cegueira
Autor: José Saramago
Editora: Companhia das Letras
Ano: 1995
Páginas: 312
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=10569

“[…] mas quando a aflição aperta, quando o corpo se nos desmanda de dor e angústia, então é que se vê o animalzinho que somos”. (SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. Companhia das Letras, 1995, p. 243)

Em termos mundiais, o português não é um idioma cultuado, nem valorizado. Isso influencia a literatura, com autores lusófonos pouco conhecidos em países que falam outras línguas. Existem algumas exceções, como José Saramago, único autor, escrevendo em língua portuguesa, a vencer um Prêmio Nobel de literatura. Seu livro mais conhecido, ‘Ensaio sobre a cegueira’, é uma história pós-apocalíptica, com grandes debates filosóficos sobre ética e uma humanidade sem regras. Continuar lendo “Minhas Leituras #41: Ensaio sobre a cegueira – José Saramago”

Minhas Leituras #41: Ensaio sobre a cegueira – José Saramago

Minhas Leituras #40: Mindhunter – John Douglas & Mark Olshaker

Título: Mindhunter
Autor: John Douglas & Mark Olshaker
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 384
Tradução: Lucas Peterson
Veja o livro no site da editora: http://www.intrinseca.com.br/livro/781/

“Assassinos em série são, por definição, assassinos “bem-sucedidos”, que aprendem com a própria experiência. Precisamos apenas ter certeza de que estamos aprendendo mais rápido do que eles”. (DOUGLAS, John E. Mindhunter. Intrínseca, 2017, p. 147)

Serial killers existem há muito tempo, porém esse termo só foi cunhado centenas de anos depois. Desde Jack, o Estripador, até hoje, esse tipo de assassino tira o sossego de cidades, estados e até mesmo de um país inteiro. Identificá-los nem sempre é uma tarefa fácil, porém muitas pesquisas aumentaram a eficiência no trabalho de investigação. John Douglas, um ex-agente do FBI, conta nesse livro como ajudou na criação de um método que facilita o trabalho da polícia, resultando numa busca mais precisa desses assassinos em série. Continuar lendo “Minhas Leituras #40: Mindhunter – John Douglas & Mark Olshaker”

Minhas Leituras #40: Mindhunter – John Douglas & Mark Olshaker

Minhas Leituras #39: O sorriso da hiena – Gustavo Ávila

Título: O sorriso da hiena
Autor: Gustavo Ávila
Editora: Verus
Ano: 2017
Páginas: 266
Veja o livro no site da editora: http://www.record.com.br/livro_sinopse.asp?id_livro=29716

“— Pelo menos você está perguntando o que há de tão errado neste mundo. A maioria de nós não diz nada pra não correr o risco de se incriminar depois por ter tomado partido”. (ÁVILA, Gustavo. O sorriso da hiena. Verus Editora, 2017, p. 42)

O mercado editorial brasileiro está repleto de thrillers, histórias policiais, de suspense. Porém, a enorme maioria dos livros desse gênero, aqui publicados, são de origem internacional. Gustavo Ávila faz parte de uma nova safra de escritores nacionais que, aos poucos, estão mudando essa situação. Continuar lendo “Minhas Leituras #39: O sorriso da hiena – Gustavo Ávila”

Minhas Leituras #39: O sorriso da hiena – Gustavo Ávila

Minhas Leituras #38: A hora do lobisomem – Stephen King

Título: A hora do lobisomem
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Ano: 2017
Páginas: 152
Tradução: Regiane Winarski
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=28000431

“Cuidado com a Besta, pois ela pode sorrir e dizer que é sua vizinha, mas, ah irmãos, os dentes são afiados, e é possível perceber a inquietação no movimento dos olhos dela. Ela é a Besta e está aqui, agora, em Tarker’s Mills” (KING, Stephen. A hora do lobisomem. Suma de Letras, 2017, p. 48)

Ao longo de sua carreira, Stephen King já escreveu sobre quase todo tipo de monstro. Como o título indica, no presente livro ele vai nos contar uma história de lobisomem, uma criatura muito explorada na literatura e, principalmente, no cinema. A hora dele é aqui, e é agora! Preparado para enfrentar essa Besta devoradora de carne humana? Continuar lendo “Minhas Leituras #38: A hora do lobisomem – Stephen King”

Minhas Leituras #38: A hora do lobisomem – Stephen King