Minhas Leituras #77: A morte de Ivan Ilitch e outras histórias – Leon Tolstói

“A filosofia de um mestre russo”

Título: A morte de Ivan Ilitch e outras histórias
Autor: Leon Tolstói
Editora: Martin Claret
Ano: 2018
Páginas: 288
Tradução: Oleg Almeida
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2uB3gHE

“[…] o casamento sem amor não é um casamento de verdade, é que apenas o amor consagra o casamento e que o verdadeiro casamento é só aquele consagrado pelo amor.” (TOLSTÓI, Leon. Sonata a Kreutzer. In: A morte de Ivan Ilitch e outras histórias. Martin Claret, 2018, p. 111)

Continuando com as publicações de grandes clássicos da literatura russa, a editora Martin Claret apresenta uma edição que contém três grandes obras de Tolstói, um dos principais nomes da literatura mundial. Continuar lendo “Minhas Leituras #77: A morte de Ivan Ilitch e outras histórias – Leon Tolstói”

Anúncios
Minhas Leituras #77: A morte de Ivan Ilitch e outras histórias – Leon Tolstói

Minhas Leituras #57: Memórias da casa dos mortos – Fiódor Dostoiévski

“A sangrenta realidade de um presídio russo do século XIX”

Título: Memórias da casa dos mortos
Autor: Fiódor Dostoiévski
Editora: Martin Claret
Ano: 2016
Páginas: 334
Tradução: Oleg Almeida
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2KChU7w

“Qualquer pessoa, seja ela quem for e por mais humilhada que esteja, vem a exigir, embora por mero instinto, embora inconscientemente, que respeitem sua dignidade humana.” (DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Memórias da casa dos mortos. Martin Claret, 2016, p. 136)

Baseando-se em experiências pessoais, Dostoiévski apresentou ao mundo como funcionava o sistema carcerário do Império Russo durante boa parte do século XIX, neste livro narrado pela perspectiva de um ex-detento. Continuar lendo “Minhas Leituras #57: Memórias da casa dos mortos – Fiódor Dostoiévski”

Minhas Leituras #57: Memórias da casa dos mortos – Fiódor Dostoiévski

Entrevista com o poeta e tradutor Oleg Almeida

“Só lendo e refletindo é que terão uma opinião consciente e independente”

O poeta e tradutor Oleg Almeida
Imagem cedida pelo autor.

A vida de blogueiro reserva muitas surpresas. Uma delas (e uma muito boa) foi “topar” com o tradutor de um livro que resenhei. Isso não é algo que acontece todo dia!

Estou falando de Oleg Almeida, bielorrusso que vive no Brasil desde 2005, autor de livros de poesia (escrevendo em português!), além de tradutor. Ele é muito conhecido por suas traduções de obras russas, vertidas diretamente dos originais. Todos sabemos que a história da literatura russa, no Brasil, é marcada por traduções indiretas, fato que Oleg vem ajudando a modificar. Esse é apenas um dos temas dessa entrevista, que ficou uma verdadeira aula sobre tradução, literatura russa e poesia.

Confira como ficou nossa conversa: Continuar lendo “Entrevista com o poeta e tradutor Oleg Almeida”

Entrevista com o poeta e tradutor Oleg Almeida

Minhas Leituras #52: Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski

Título: Crime e castigo
Autor: Fiódor Dostoiévski
Editora: Martin Claret
Ano: 2013
Páginas: 596
Tradução: Oleg Almeida
Encontre este livro (com desconto) na Amazon: https://amzn.to/2L88h1E

“Detalhes, detalhes são importantes!… São justamente esses detalhes que sempre põem tudo a perder…” (DOSTOIÉVSKI, Fiódor. Crime e Castigo. Martin Claret, 2013, p. 47)

Ao lado de ‘Os irmãos Karamázov’, ‘Crime e castigo’ possui a fama de ser a obra-prima de Dostoiévski. Considerado um dos maiores clássicos da literatura russa, esse livro é muito mais do que um romance psicológico, trata-se, também, de uma forte crítica à diversas teorias e filosofias que floresceram durante o século XIX. Continuar lendo “Minhas Leituras #52: Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski”

Minhas Leituras #52: Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski

5 livros ‘diferentões’

O livro é um objeto que não tem muito segredo: é um produto feito, simplesmente, de papel e tinta. Os formatos podem variar: capa dura, brochura, com orelha, sem orelha, edição de bolso, página em papel branco, off-white. Como eu disse, não há muito segredo, os livros seguem um padrão e são quase todos iguais (esteticamente).

Fugir do padrão é bom e os marqueteiros sempre procuram se reinventar. Um livro é um produto, que visa o lucro e, para isso, precisa ser vendido. Muitas editoras têm investido pesado em marketing, e esse investimento se reflete em seus produtos.

Existem muitos livros que fogem do padrão, por detalhes às vezes mínimos, mas que podem fazer muita diferença numa prateleira, na hora de chamar a atenção do consumidor. Como consequência, tornam-se itens curiosos para quem é apaixonado pela literatura.

Sendo assim, apresento alguns exemplos de livros “diferentões”, com alguma característica não muito comum. Veja só que edições curiosas: Continuar lendo “5 livros ‘diferentões’”

5 livros ‘diferentões’

Outubro corrido

Chegamos ao penúltimo mês do ano, por incrível que pareça, já estamos em novembro! No início de 2017, achava que não seria tão rápido, porém, sempre que nos aproximamos do fim, temos esse tipo de percepção, de que o tempo passou depressa. Entretanto, não acho que outubro passou tão rápido assim, nessa loucura que são as percepções, na minha, foi um tempo proporcional, nem rápido, nem devagar.

Posso dizer que foi um mês corrido, com muitos prazos e muitos trabalhos; todos sanados e cumpridos, para o bem do meu sossego. Escrevi dois trabalhos acadêmicos para serem apresentados em eventos, um na faculdade onde estudo, outro para ser apresentado em uma universidade de uma cidade próxima. Este último foi uma experiência boa e construtiva, eu não havia participado de um evento semelhante até então. A apresentação onde estudo será na próxima semana, a ansiedade bate, mas o trabalho já está feito, corrigido e entregue. No fim de tudo, é um sentimento muito bom o que fica, um misto de orgulho, dever cumprido e alegria. Continuar lendo “Outubro corrido”

Outubro corrido

5 livros infantis que todo adulto deveria conhecer

Existem diversos tipos de livros no mercado, um mundo de gêneros e subgêneros. Há sempre um que vai te agradar, afinal as editoras precisam de vendas, e, quanto mais diversificado for seu catálogo, um público mais amplo será atingido, aumentando as vendas como consequência.

Quando o autor escreve um livro, ele possui um público alvo em mente: será para crianças, adultos, adolescentes? Ele deve ter consciência disso, pois o tipo de linguagem utilizado para cada público é diferente. Não se utiliza as mesmas expressões de um livro adulto em um infantil; se isso ocorrer, as crianças não vão entender muita coisa da história.

Entretanto, existem autores muito inteligentes, que conseguem criar mundos e personagens que agradarão a quase todos. Mesmo que o livro seja destinado a crianças, um adulto também será capaz de apreciá-lo, pois há algo ali que chama sua atenção.

Há, também, aqueles autores que deixam algo nas entrelinhas, que apenas um adulto seria capaz de compreender. Pensando nisso, tendo em mente que 12 de outubro é o Dia das Crianças, apresento uma lista com 5 livros infantis capazes (e certamente irão) de agradar adultos. Mesmo que tenham sido escritos para crianças, esses livros apenas poderão ter seu conteúdo aproveitado ao máximo por um adulto, ou alguém mais instruído. Ah, e, principalmente, são livros que despertam a criança interior que reside dentro de cada um de nós. Continuar lendo “5 livros infantis que todo adulto deveria conhecer”

5 livros infantis que todo adulto deveria conhecer

Minhas Leituras #37: Fábulas – Esopo

Título: Fábulas
Autor: Esopo
Editora: Martin Claret
Ano: 2017
Páginas: 169
Tradução: Clara Crepaldi
Encontre este livro na Amazon: https://amzn.to/2xfttA7

“A fábula mostra que se você quer realmente viver sem perigo, não confie nos inimigos, confie nos amigos e os preserve”. (ESOPO. Os três bois e o leão. In: Fábulas. Martin Claret, 2017 p. 54)

Ao menos uma vez na vida todos nós já ouvimos uma fábula. Aquelas historinhas bem curtinhas, que trazem uma moral ao final. Se lembra? Um dos maiores e mais conhecidos fabulistas foi Esopo, autor grego do século VI a. C. A presente edição traz 358 fábulas, em uma edição muito bacana, traduzida diretamente do grego. Continuar lendo “Minhas Leituras #37: Fábulas – Esopo”

Minhas Leituras #37: Fábulas – Esopo

Setembro árduo

O ano de 2017 caminha cada vez mais rápido para o seu fim. Setembro terminou, e deu-se início ao mês das bruxas (graças à cultura importada). Outubro é o mês de muita coisa, tudo depende da pessoa: pode ser o mês da criança, dia 12 (que virou uma data comercial), quem é católico comemorará o Dia de Nossa Senhora Aparecida, no mesmo dia 12 (uma tristeza, pois é o dia do aniversário de minha cidade, Tupã-SP, ou seja, dois feriados no mesmo dia). 😔

Enfim, o mês está apenas começando e ainda possui 31 dias para muita coisa mudar e acontecer. Vamos falar sobre setembro, um mês que me foi muito desgastante, porém bom, pois nada de ruim me ocorreu, não tenho motivo para reclamar. A razão do título do post se deve às duas últimas semanas, que trouxeram uma nova prova a cada dia. Semana de prova na faculdade não é mole, ainda mais por eu trabalhar. O tempo se mostrou apertado para lidar com os estudos, o trabalho, estágio, leituras, posts do blog, mas, como naqueles romances água com açúcar, tudo terminou bem no final. Até consegui escrever um trabalho para um Congresso, o que vai me ajudar muito no estágio! Tenho a leve impressão de que consigo ser mais produtivo sob pressão do tempo. O ser humano consegue se virar muito bem quando a situação aperta, somos versáteis. 💪 Continuar lendo “Setembro árduo”

Setembro árduo

MINHAS LEITURAS #33: CONTOS, VOLUME 1 – H. P. LOVECRAFT

 

Título: Contos, volume 1
Autor: H. P. Lovecraft
Editora: Martin Claret
Ano: 2017
Páginas: 213
Tradução: Alda Porto; Lenita Maria Rimoli Esteves; Vilma Maria da Silva
Encontre este livro (com desconto) na Amazon: https://amzn.to/2Ir02Ac

“O máximo horror muitas vezes paralisa a memória de uma forma misericordiosa”. (LOVECRAFT, H. P.. Os ratos na parede. In: Contos, volume 1. Martin Claret, 2017, p. 115)

Quando se fala em literatura de terror, um nome que não podemos esquecer é o de Howard Phillips Lovecraft. Autor clássico do gênero, é uma inspiração para qualquer autor atual. Suas obras marcam um tipo de terror cósmico, de algo que vem de fora, que é estranho. Esta edição reúne dez contos de temáticas distintas, porém sempre com algo em comum: uma situação estranha e assustadora que envolve os protagonistas. Preparado para conhecer um pouco sobre o horror clássico? Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #33: CONTOS, VOLUME 1 – H. P. LOVECRAFT”

MINHAS LEITURAS #33: CONTOS, VOLUME 1 – H. P. LOVECRAFT