MINHAS LEITURAS #30: MANIFESTO DO PARTIDO COMUNISTA – MARX E ENGELS

Título: Manifesto do Partido Comunista
Autor: Karl Marx e Friedrich Engels
Editora: Penguin-Companhia das Letras
Ano: 2012
Páginas: 112
Tradução: Sergio Tellaroli
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=85058

“Que as classes dominantes tremam ante a revolução comunista. Os proletários nada mais têm perder com ela do que seus grilhões. Têm, sim, um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, unam-se!” (MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do Partido Comunista. Penguin-Companhia das Letras, 2012, p. 83)

O século XIX foi um período de grande importância para o mundo. A partir desse período muita coisa mudou e as bases de nossa sociedade atual foram criadas. Houve muitos movimentos políticos, onde trabalhadores buscavam ter voz perante as decisões de seus países e por reformas nas condições de trabalho e salário. Uma das obras literárias de maior impacto nessa época foi o ‘Manifesto do Partido Comunista’. As ideias contidas nesse pequeno livro mudaram o rumo da história e a forma de se enxergar o mundo e as relações humanas. Amados por muitos, odiado por outros, possui conceitos que ainda são atuais, porém outros nem tanto. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #30: MANIFESTO DO PARTIDO COMUNISTA – MARX E ENGELS”

MINHAS LEITURAS #30: MANIFESTO DO PARTIDO COMUNISTA – MARX E ENGELS

RANKING DE JULHO

Pelo post estar um pouco atrasado, acho que já se pode imaginar certas coisas. O mês de julho terminou muito corrido e agosto começou mais corrido ainda! Isso se deve ao fato de minhas aulas terem reiniciado; adeus férias . 😭

Não consegui escrever este post para o primeiro dia desse longo mês de agosto. Bem, antes tarde do que nunca. Cá estou tentando resumir como foram os últimos 31 dias.

Foi possível descansar bastante. Apesar de eu ter um emprego e não estar de férias do mesmo, as férias da faculdade já ajudaram. Estudar cansa mais a mente do que o corpo, tanto pelo conteúdo a ser lido, quanto pela preocupação com prazos e desempenho. O desgaste mental é pior do que o físico, porque uma mente cansada significa um corpo cansado, por consequência. Acredito estar voltando renovado às aulas (é o que veremos). Preparei meu psicológico para aguentar mais dois bimestres de muito trabalho.

Mesmo descansando, não me desprendi do blog, pois é algo pelo qual peguei gosto. Gosto de fazer minhas postagens e ver o desempenho, que se manteve bom. Espero sempre estar melhorando a qualidade dos meus textos, sempre procurando evoluir. As leituras também continuaram no mesmo ritmo, e como está se tornando um costume, trago o ranking dos livros que li. É uma boa hora para obter algumas dicas de leitura. Quem sabe os títulos apresentados aqui não despertam em você uma curiosidade, daquelas que chegam a coçar. Continuar lendo “RANKING DE JULHO”

RANKING DE JULHO

MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN

Título: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Ano: 2003
Páginas: 160
Tradução: Regina De Barros Carvalho
Veja o livro no site da editora: https://www.rocco.com.br/livro/?cod=380

“— Eu não quero tudo o que eu quiser. Ninguém quer. Não realmente. Que graça teria ter tudo o que se deseja? Em um piscar de olhos e sem o menor sentido. E daí?” (GAIMAN, Neil. Coraline. Rocco, 2003, p. 116)

Existem autores que nos surpreendem a cada livro. Até agora, só tive boas surpresas com Neil Gaiman. Ele já é um autor conhecido e está em alta, mais do que nunca, pois seu livro de maior sucesso — ‘Deuses americanos’ — foi adaptado em uma série.

Gaiman decidiu escrever uma história infantil, o que resultou em ‘Coraline’. Este é um livro de fantasia sombria, um pouco mais leve, pelo público ao qual é destinado. Entretanto, não é um livro tão infantil assim. Há muita coisa no livro que apenas um adulto poderá compreender. Veja um pouco mais sobre essa mudança de rumo que o autor tomou, resultando em um ótimo livro. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN”

MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN

MINHAS LEITURAS #28: MERIDIANO DE SANGUE – CORMAC MCCARTHY

Título: Meridiano de sangue
Autor: Cormac McCarthy
Editora: Alfaguara
Ano: 2009
Páginas: 352
Tradução: Cássio de Arantes Leite
Veja o livro no site da editora: Atualmente esgotado

“O homem que acredita que os segredos do mundo estão escondidos para sempre vive em mistério e medo. A superstição o arrasta para o fundo”. (MCCARTHY, Cormac. Meridiano de sangue. Alfaguara, 2009,  p. 210)

Assim como boa parte da história do mundo, a história da expansão territorial dos Estados Unidos foi marcada por episódios sangrentos e horríveis. Esse livro fala sobre a violência do Oeste no século XIX. É uma narrativa de estilo Western, misturando fatos históricos e ficção, com o estilo do autor. Um livro violento, de leitura pesada, porém que revela como a violência moldou o mundo. Afinal, conquistas territoriais nunca foram pacíficas. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #28: MERIDIANO DE SANGUE – CORMAC MCCARTHY”

MINHAS LEITURAS #28: MERIDIANO DE SANGUE – CORMAC MCCARTHY

5 LIVROS QUE COPIARAM A CAPA DO FILME 👎😒👎

Desde que o cinema se popularizou, diretores têm adaptado livros de sucesso para as telonas. Ao longo da história cinematográfica houve excelentes adaptações, dignas de Oscar, e outras bem ruins, dignas de vergonha alheia.

Essa parceria entre literatura e cinema é benéfica para todos os envolvidos. O escritor lucra com a venda dos direitos autorais, assim como seu editor. Além disso, seu nome ganha mais fama. Já os envolvidos com o filme podem ganhar muito dinheiro com o sucesso da película.

Há autores desconhecidos que ganham fama após o sucesso de um filme, pois seu livro passa a ser mais procurado. Se o autor já for muito conhecido, os produtores do filme podem contar com um lucro praticamente garantido.

Algo comum no meio editorial é a utilização da arte da capa de um filme para a arte da capa de um livro. Muitas editoras tentam entrar na onda de sucesso, deixando a criatividade de lado. Isso resulta em capas genéricas, que não representam o livro de verdade.

Utilizando a ideia do POST da semana passada, dessa vez trago cinco capas de livros que copiaram as capas das suas respectivas adaptações cinematográficas. São capas sem qualquer pingo de criatividade. É muito fácil pagar os direitos para utilizar uma imagem que já está pronta. Também é uma pena, pois muitos artistas fariam obras mais bonitas e mais chamativas para as editoras.

Confira esses desapontamentos: Continuar lendo “5 LIVROS QUE COPIARAM A CAPA DO FILME 👎😒👎”

5 LIVROS QUE COPIARAM A CAPA DO FILME 👎😒👎

MINHAS LEITURAS #27: O SOL É PARA TODOS – HARPER LEE

Título: O Sol é para todos
Autor: Harper Lee
Editora: José Olympio
Ano: 2015
Páginas: 364
Tradução: Beatriz Horta
Veja o livro no site da editora: http://www.record.com.br/livro_sinopse.asp?id_livro=28725

“Você só consegue entender uma pessoa de verdade quando vê as coisas do ponto de vista dela”. (LEE, Harper. O Sol é para todos. José Olympio, 2015, p. 43)

Poucos livros conseguem descrever um momento histórico de maneira tão precisa. Harper Lee conseguiu. ‘O Sol é para todos’ consegue transmitir de maneira muito clara como era a sociedade do Sul dos Estados Unidos na década de 1930. Racismo, conservadorismo, coerção social, tudo está presente nesse livro. E melhor de tudo: é uma prosa gostosa e muito fácil de ler. Uma obra que aborda um tema pesado de maneira inteligente e interessante. Que tal conhecer um pouco mais sobre essa autora e seu livro, considerado um dos melhores romances de seu país? Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #27: O SOL É PARA TODOS – HARPER LEE”

MINHAS LEITURAS #27: O SOL É PARA TODOS – HARPER LEE

5 LIVROS COM CAPAS RUINS

Dizer que não se deve julgar um livro pela capa é um grande clichê, porém alguns clichês tendem a ser reais. Esse é um deles. Não é culpa do autor se os designers de sua editora escolheram uma capa de gosto duvidoso para sua obra.

As capas dos livros são um chamativo para o leitor, o possível comprador. Elas devem ser bonitas, possuir uma arte que deixe quem as vê curioso. Para um autor famoso, talvez uma capa ruim não faça diferença, pois o que mais chamará atenção é o seu nome estampado, não o design em si. Mas para um autor iniciante, uma boa capa pode fazer toda a diferença.

Podemos dizer que as capas evoluíram muito com os anos. Cada vez mais as editoras investem nessa etapa da produção de um livro. Trata-se de empresas que visam o lucro acima de tudo, afinal, sem o dinheiro não possuem condições para continuar funcionando. Isso mostra que as capas são uma parte importante na venda de um livro.

Claro que a capa não quer dizer nada, elas tentam transmitir algo da narrativa, porém não dizem nada a respeito da qualidade da prosa que estão protegendo. Nesse post, vou sim julgar o livro pela capa; entretanto vou julgar a qualidade da escolha da capa, não seu conteúdo, muito menos a escrita do autor. Para quem gosta de livros, a capa não importa muito, mas é legal possuir uma edição bonita na estante.

Vamos para a lista! Continuar lendo “5 LIVROS COM CAPAS RUINS”

5 LIVROS COM CAPAS RUINS

MINHAS LEITURAS #26: SOLARIS – STANISLAW LEM

Título: Solaris
Autor: Stanislaw Lem
Editora: Aleph
Ano: 2017
Páginas: 320
Tradução: Eneida Favre
Veja o livro no site da editora: http://www.editoraaleph.com.br/solaris/p

“O homem saiu para encontrar outros mundos, outras civilizações, sem saber nada sobre seus próprios recessos, ruas sem saída, poços e portas bloqueadas e escuras”. (LEM, Stanislaw. Solaris. Aleph, 2017, p. 239)

A Aleph, uma editora focada em livros de ficção científica, está repleta de lançamentos em 2017. Um desses lançamentos é o livro ‘Solaris’, do autor polonês Stanislaw Lem. Nessa obra, acompanhamos o psicólogo Kris Kelvin em sua visita ao planeta Solaris. Esta magnífica descoberta da humanidade guarda muitos segredos e pode marcar o primeiro contato do ser humano com a vida extraterrestre. Entretanto, as coisas não saem muito bem como Kelvin havia imaginado. Descubra um pouco mais sobre esse clássico da ficção científica, que possui um teor filosófico, além do especulativo. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #26: SOLARIS – STANISLAW LEM”

MINHAS LEITURAS #26: SOLARIS – STANISLAW LEM

MINHAS LEITURAS #25: BÍBLIA, NOVO TESTAMENTO: OS QUATRO EVANGELHOS

Título: Bíblia, Novo Testamento: os quatro Evangelhos vol. 1
Autor: Vários
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2017
Páginas: 424
Tradução: Frederico Lourenço
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=14271

“Porque a verdade é esta: tanto crentes como não crentes andaremos com Jesus na nossa cabeça, enquanto houver seres humanos na Terra”. (LOURENÇO, Frederico. In: Bíblia, Novo Testamento: os quatro Evangelhos vol. 1. Companhia das Letras, 2017, p. 37)

A editora Companhia das Letras apostou em um projeto ambicioso ao decidir publicar, no Brasil, essa nova tradução da Bíblia. Trata-se de uma tradução feita direta da língua grega, pelo português Frederico Lourenço. Não é apenas mais uma edição desse livro milenar, mas sim uma proposta de se manter o mais fiel possível ao texto original. Para crentes e não crentes existe um fato: a Bíblia é uma parte importante da moral ocidental e guarda diversos segredos. Este primeiro volume abrange os quatro Evangelhos do Novo Testamento. São livros que apresentam os ensinamentos de Jesus, sendo esses ensinamentos a base para o Cristianismo. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #25: BÍBLIA, NOVO TESTAMENTO: OS QUATRO EVANGELHOS”

MINHAS LEITURAS #25: BÍBLIA, NOVO TESTAMENTO: OS QUATRO EVANGELHOS

RANKING DE JUNHO

E mais um mês chega ao fim e outro se inicia. O mês de julho foi aguardado com muita ansiedade, ao menos para mim, pois isso significa férias para quem faz faculdade, algum curso, ou está na escola.

Junho foi um mês muito corrido: provas na faculdade, estágio, trabalhos do estágio para serem entregues, pesquisas — no fim, tudo deu certo. Mas, após a tempestade, segue-se a bonança, e assim espero que seja julho, um pouco mais tranquilo. O que mais quero nesse mês é esquecer o significado da palavra fichamento (que me atormentou durante o primeiro semestre).

Apesar de ter muita coisa para fazer e estudar, consegui focar aqui no blog e fazer três posts por semana, que é a meta que tento atingir. Além disso, as leituras não ficaram atrasadas, foi possível ler bastante e escrever as resenhas desses livros. Foram quatro livros lidos, com os quais farei um ranking. E aí, quem será que foi o campeão do mês de junho? Confira! Continuar lendo “RANKING DE JUNHO”

RANKING DE JUNHO