Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien

Título: O hobbit
Autor: J. R. R. Tolkien
Editora: WMF Martins Fontes
Ano: 2012
Páginas: 328
Tradução: Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta
Veja o livro no site da editora: https://www.martinsfontespaulista.com.br/hobbit-o-encadernado-435323.aspx/p

“Se mais de nós dessem mais valor a comida, bebida e música do que a tesouros, o mundo seria mais alegre”. (TOLKIEN, J. R. R. O hobbit. WMF Martins Fontes, 2012, p. 281)

Um dos primeiros grandes sucessos literários do gênero fantasia, livro que deu início à saga do anel — que continua em ‘O Senhor dos anéis’ — além de marcar o começo de uma mitologia completa criada pelo grande mestre da fantasia. Continuar lendo “Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien”

Anúncios
Minhas Leituras #47: O hobbit – J. R. R. Tolkien

5 livros que causaram polêmica

Não é difícil uma obra de arte gerar polêmica. Vire e mexe algum artista fere uma moral, uma religião, uma ideologia, ou um governo. Ou pode ser por causas bem diferentes, como a arte sendo utilizada para justificar atrocidades.

Muitos livros já sofreram com isso ao longo da história. Hoje a liberdade é maior, se compararmos ao que acontecia em outras épocas, como no moralista século XIX. Todavia, mesmo hoje temos casos de tentativa de censura.

Pensando nisso, apresento uma lista com cinco livros que causaram polêmica por algum motivo. E não vai pensando que apenas trago clássicos, a lista apresenta exemplos de que os autores atuais também passam por esse tipo de problema.

Sem mais delongas, confira a lista! Continuar lendo “5 livros que causaram polêmica”

5 livros que causaram polêmica

Minhas Leituras #35: O fantasma de Canterville e outros contos – Oscar Wilde

Título: O fantasma de Canterville e outros contos
Autor: Oscar Wilde
Editora: Nova Fronteira
Ano: 2017
Páginas: 160
Tradução: Otto Schneider
Veja o livro no site da editora: facebook.com/editoranovafronteira

“Os atores são criaturas felizardas. Podem escolher entre representar uma tragédia ou uma comédia, decidir se vão sofrer ou divertir-se, rir ou chorar. A vida real, porém, é diferente. A maioria dos homens e das mulheres é forçada a representar papéis para os quais não têm pendor”. (WILDE, Oscar. O crime de Lorde Arthur Savile, In: O fantasma de Canterville e outros contos. Nova Fronteira, 2017, p. 57)

Raros são os autores que escrevem tão bem como Oscar Wilde escreveu, e muito mais raros são aqueles que conseguem se sair bem em diversos gêneros e estilos literários. Escreveu poemas, peças teatrais, um único romance e diversos contos; todos de qualidade exemplar. Este livro reúne alguns de seus contos mais conhecidos, em uma bela edição. Continuar lendo “Minhas Leituras #35: O fantasma de Canterville e outros contos – Oscar Wilde”

Minhas Leituras #35: O fantasma de Canterville e outros contos – Oscar Wilde

Jamiroquai: o Acid Jazz não morreu

Liderada por Jay Kay, a banda britânica, formada em 1992, fez grande sucesso em sua primeira década de existência, principalmente em 1997, com o álbum ‘Travelling without moving’, que rendeu um Grammy na categoria ‘Melhor performance pop por um duo ou grupo com vocais’.

Em seus primeiros anos, o Jamiroquai criou uma identidade própria. Suas canções ficaram marcadas pela renovação que trouxeram ao jazz e ao funk, tornando-se um dos grandes nomes do movimento ‘Acid jazz’. O vocalista, Kay, talvez seja a maior marca da banda, com seu modo particular de se vestir nos shows e por seus chapéus extravagantes. Ele inspirou o logo que está presente em quase todos os álbuns, a silhueta intitulada ‘Buffalo Man’. Continuar lendo “Jamiroquai: o Acid Jazz não morreu”

Jamiroquai: o Acid Jazz não morreu

MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN

Título: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Ano: 2003
Páginas: 160
Tradução: Regina De Barros Carvalho
Veja o livro no site da editora: https://www.rocco.com.br/livro/?cod=380

“— Eu não quero tudo o que eu quiser. Ninguém quer. Não realmente. Que graça teria ter tudo o que se deseja? Em um piscar de olhos e sem o menor sentido. E daí?” (GAIMAN, Neil. Coraline. Rocco, 2003, p. 116)

Existem autores que nos surpreendem a cada livro. Até agora, só tive boas surpresas com Neil Gaiman. Ele já é um autor conhecido e está em alta, mais do que nunca, pois seu livro de maior sucesso — ‘Deuses americanos’ — foi adaptado em uma série.

Gaiman decidiu escrever uma história infantil, o que resultou em ‘Coraline’. Este é um livro de fantasia sombria, um pouco mais leve, pelo público ao qual é destinado. Entretanto, não é um livro tão infantil assim. Há muita coisa no livro que apenas um adulto poderá compreender. Veja um pouco mais sobre essa mudança de rumo que o autor tomou, resultando em um ótimo livro. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN”

MINHAS LEITURAS #29: CORALINE – NEIL GAIMAN

MINHAS LEITURAS #24: O MÉDICO E O MONSTRO – ROBERT LOUIS STEVENSON

Título: O médico e o monstro: o estranho caso do dr. Jekyll e sr. Hyde
Autor: Robert Louis Stevenson
Editora: Penguin-Companhia
Ano: 2015
Páginas: 160
Tradução: Jorio Dauster
Veja o livro no site da editora: https://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=85136

“Causei a mim próprio uma punição e um perigo que não posso revelar. Se sou o maior pecador, sou também o maior sofredor […]” (STEVENSON, Robert Louis. O médico e o monstro: o estranho caso do dr. Jekyll e sr. Hyde. Penguin-Companhia das Letras, 2015. p. 96)

Poucos livros conseguem se tornar ícones de um gênero literário. A obra de maior sucesso de Stevenson é lembrada até hoje, mais de cem anos após sua publicação original, em 1886. A grande maioria das pessoas já ouviu falar em ‘O médico e o monstro’, inspiração para diversos autores, livros, filmes e peças de teatro. Um clássico da literatura gótica e do horror, que vai muito além da intenção de espantar o leitor: é também uma leitura do homem e de seus desejos mais obscuros. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #24: O MÉDICO E O MONSTRO – ROBERT LOUIS STEVENSON”

MINHAS LEITURAS #24: O MÉDICO E O MONSTRO – ROBERT LOUIS STEVENSON

MINHAS LEITURAS #23: O RETRATO DE DORIAN GRAY – OSCAR WILDE

Título: O retrato de Dorian Gray
Autor: Oscar Wilde
Editora: Penguin-Companhia
Ano: 2012
Páginas: 264
Tradução: Paulo Schiller
Veja o livro no site da editora: http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=85056

“[…]gente extremamente antiquada que não se dera conta de que vivia em uma época em que as coisas desnecessárias eram as únicas necessidades[…]” (WILDE, Oscar. O retrato de Dorian Gray. Penguin-Companhia, 2012. p. 112)

Um romance filosófico do final do século XIX, que ainda se mantém atual. O único romance publicado de Oscar Wilde gerou muita polêmica em sua época e hoje é considerado um clássico da literatura britânica. Um pouco da vida do autor e de suas ideias estão refletidas nesse livro, pois ele possuía uma vida tão polêmica quanto suas obras. Conheça um pouco sobre o autor e esse título, que é repleto de interpretações, um prato cheio para quem gosta de uma boa leitura e, principalmente, para quem gosta de psicologia. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #23: O RETRATO DE DORIAN GRAY – OSCAR WILDE”

MINHAS LEITURAS #23: O RETRATO DE DORIAN GRAY – OSCAR WILDE