POEMA: O QUE POSSO DIZER?

Encontrei esse poema vasculhando os arquivos em meu computador. Sequer lembrava que o havia escrito. Achei os versos bonitinhos, de uma época onde eu era mais romântico do que agora, com certeza. O poeta pode fingir sentimentos para melhorar a sua obra, seus versos não precisam necessariamente representar o que realmente sente. Gosto desses versos porque não se trata de algo parecido, são palavras sinceras. Apenas fiz algumas alterações que achei necessárias, pois o tempo nos deixa mais críticos, quanto mais escrevemos, mais aprendemos e melhoramos. A última estrofe é nova, parecia que estava faltando um final.

Não é nenhuma-obra prima, mas espero que goste, nobre pessoa que dedicou parte de seu tempo para visitar meu blog. Continuar lendo “POEMA: O QUE POSSO DIZER?”

POEMA: O QUE POSSO DIZER?

POEMA: EVIDENTE

Aqui no blog já escrevi sobre terror, sobre clássicos, já escrevi dicas e fui muito crítico. Nunca escrevi algo sobre o amor, nem algo bonitinho. Por isso decidi postar esse poema, para fugir dos padrões. Já faz algum tempo que o escrevi, porém é a primeira vez que o posto em algum lugar. Não sou só trevas e escuridão, também tem amor nesse coração ❤😂. Espero que goste. Continuar lendo “POEMA: EVIDENTE”

POEMA: EVIDENTE

TEXTO PARA AS MÃES

Mãe é uma palavra de fácil compreensão, todo mundo sabe o seu significado. Ao ler essa palavra, já existe um símbolo que a representará em nossa mente. É bem provável que esse símbolo é o daquela que deu à luz seu filho. Mas será mesmo que esse é o real significado dessa palavra que todos conhecem, já que todos nasceram de uma mãe?

O fato de gerar um ser humano em seu ventre, durante 9 meses, é algo lindo e louvável. Diferente dos homens, as mulheres possuem essa missão, difícil, mas prazerosa. Não deve haver momento tão maravilhoso quanto o nascimento de um filho, ver aquele pequeno ser, carregado dentro de si com tanto carinho, aguardado com tanta ansiedade, nascer e chorar sua vinda ao mundo. Jamais saberei qual é essa sensação, porém posso imaginar como deve ser boa. Bem, nem para todas. Continuar lendo “TEXTO PARA AS MÃES”

TEXTO PARA AS MÃES

MINHAS LEITURAS #18: TRAVESSURAS DA MENINA MÁ – MARIO VARGAS LLOSA

Título: Travessuras da menina má
Autor: Mario Vargas Llosa
Editora: Alfaguara
Ano: 2006
Páginas: 304
Tradução: Ari Roitman e Paulina Wacht
Veja o livro no site da editora: http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=27028089

Bem, no fundo eu sabia que [ela] nunca seria uma mulher normal. Nem queria que fosse, porque o que amava nela era também o indômito e imprevisível da sua personalidade. (LLOSA, Mario Vargas. Travessuras da menina má. Alfaguara, 2006, p. 240)

Ao ler a citação acima, já é possível obter uma ideia sobre a personalidade da menina má e do amor que o protagonista sente por ela. Sim, esse é um romance sobre uma história de amor, entretanto não se trata de um livro que fica preso a isso. Vargas Llosa consegue proporcionar ao leitor tanto uma história sobre um amor que perdura anos, recheada de momentos bem quentes, como também uma breve história da América Latina e sua situação política nas décadas de 60, 70 e 80. Continuar lendo “MINHAS LEITURAS #18: TRAVESSURAS DA MENINA MÁ – MARIO VARGAS LLOSA”

MINHAS LEITURAS #18: TRAVESSURAS DA MENINA MÁ – MARIO VARGAS LLOSA

UMA NOTÍCIA BOA E UMA POESIA

Há dias em que somos surpreendidos por alguma notícia, boa ou ruim. Nessa última semana, quarta-feira (dia 03/05/2017), para ser mais preciso, recebi uma ligação dizendo que minha poesia fora uma das 50 selecionadas no VI Festival de Literatura de Tupã e iria compor um livro, a “Antologia tupãense”. Confesso que na hora fiquei abismado, foi algo inesperado. Escrevi a poesia que enviei ao concurso de maneira despretensiosa, não tinha em mente a ideia de criar uma obra perfeita, a mais bela de todas. Parece que as coisas funcionam dessa maneira: quando você tenta enfeitar demais algo, acaba dando errado, você estraga tudo. Fico feliz por ter feito o oposto e por tudo ter dado certo.
Continuar lendo “UMA NOTÍCIA BOA E UMA POESIA”

UMA NOTÍCIA BOA E UMA POESIA