Setembro árduo

O ano de 2017 caminha cada vez mais rápido para o seu fim. Setembro terminou, e deu-se início ao mês das bruxas (graças à cultura importada). Outubro é o mês de muita coisa, tudo depende da pessoa: pode ser o mês da criança, dia 12 (que virou uma data comercial), quem é católico comemorará o Dia de Nossa Senhora Aparecida, no mesmo dia 12 (uma tristeza, pois é o dia do aniversário de minha cidade, Tupã-SP, ou seja, dois feriados no mesmo dia). 😔

Enfim, o mês está apenas começando e ainda possui 31 dias para muita coisa mudar e acontecer. Vamos falar sobre setembro, um mês que me foi muito desgastante, porém bom, pois nada de ruim me ocorreu, não tenho motivo para reclamar. A razão do título do post se deve às duas últimas semanas, que trouxeram uma nova prova a cada dia. Semana de prova na faculdade não é mole, ainda mais por eu trabalhar. O tempo se mostrou apertado para lidar com os estudos, o trabalho, estágio, leituras, posts do blog, mas, como naqueles romances água com açúcar, tudo terminou bem no final. Até consegui escrever um trabalho para um Congresso, o que vai me ajudar muito no estágio! Tenho a leve impressão de que consigo ser mais produtivo sob pressão do tempo. O ser humano consegue se virar muito bem quando a situação aperta, somos versáteis. 💪

Aqui no blog houve posts de tipos variados, sobre livros, artigos sobre Psicologia, sobre música, poemas; deu para falar sobre muita coisa. Até fiz um post de sábado, ontem, algo que normalmente não faço. Isso aconteceu devido ao mês terminar no sábado, o que o deixaria com um post a menos que os meses anteriores.

Sobre as leituras, foram 4 no total e de gêneros distintos. Também foram livros finos, de poucas páginas, do contrário, jamais conseguiria ter lido esses livros dentro do mês de setembro. Teve poesia, romance, e contos variados, terror, humor, mistério, filosóficos. Que tal analisarmos juntos quais foram as melhores leituras do mês? Eu darei minha opinião, e você poderá tirar suas próprias, concordando, ou não, comigo. Ao ranking!


ciclo_da_lua_capa4° Ciclo da Lua – César Magalhães Borges (Plêiade, 2010): Um livro de poemas, de um brasileiro, escritor e professor universitário. A proposta da obra é muito interessante, dividido em cinco partes, cada uma representando uma fase da Lua, com a última sendo o reinício do ciclo. Além disso, cada fase representa uma estação do ano, com as cores do texto se alternando entre elas. Foi um projeto elaborado por uma década, assim o livro também representa diferentes fases do autor. Apesar da proposta ser criativa, os poemas não empolgam, não marcam. O lado bom foi o autor ter usado toda a liberdade que a poesia garante ao artista, podendo criar versos soltos, o que fornece um caráter visual ao texto.


madame_bovary_capa3° Madame Bovary – Gustave Flaubert (Nova Alexandria, 2009): Um clássico da literatura francesa e mundial. Muitos o consideram o “romance dos romances”, pois é a base do romance realista moderno. Causou polêmica quando foi publicado, sendo acusado de ferir a moral pública e religiosa. Ninguém foi condenado e o evento serviu para alavancar as vendas do livro. Inspiração para grandes nomes da literatura, como Mario Vargas Llosa. Uma história triste, com personagens que despertam diversos tipos de sentimento no leitor, ora raiva, ora tristeza, ora alegria. Um olhar crítico mostra como a falta de liberdade, amorosa e sexual, das mulheres, no século XIX, era algo muito negativo, afligindo-as psicologicamente. A leitura é um pouco cansativa, será preciso empenho do leitor, pois o autor é muito detalhista, característica marcante de Flaubert. Excelente tradução.


contos_hp_lovecraft_capa2° Contos, v. 1 – H. P. Lovecraft (Martin Claret, 2017): Autor base da literatura de terror, clássico do gênero. Esta edição reúne 10 dos diversos contos que Lovecraft produziu. O terror cósmico, o lado mais conhecido do autor, ficou de fora do livro. Dessa vez, escolheram contos onde o terror é sobre o desconhecido, algo que está por vir, porém nunca sabemos quando, ou quem. Acredito não serem os contos mais aterrorizantes que Lovecraft já escreveu, porém são muito divertidos, criativos e carregados de mistério, principalmente ‘Herbert West – Reanimador’, um excelente exemplo de sua criatividade. Um ponto negativo da edição foi a decisão de alguns tradutores, que, de certa forma, deturparam o autor ao modificarem certas passagens, pois as consideraram racistas. Isso tira a originalidade da obra, desconsiderando o contexto social no qual Lovecraft estava inserido.


o_fantasma_canterville_capa1° O fantasma de Canterville e outros contos – Oscar Wilde (Nova Fronteira, 2017): Quem já leu ‘O retrato de Dorian Gray’ sabe como Wilde foi um grande escritor, clássico da língua inglesa. Essa edição contém diversos contos, que variam muito entre si, por serem de gêneros bem diferentes. A história que dá título ao livro é engraçada, ao mesmo tempo que faz uma crítica à sociedade de sua época. Outros contos são de mistério, filosóficos e alguns funcionam como fábulas, trazendo uma moral no final. A tradução dos contos é antiga e utiliza termos característicos de uma outra época, além de ser literal em certos momentos, algo bem negativo. Este livro representa muito bem a criatividade e genialidade de Wilde, um autor que foi muito injustiçado, pois teve a vida foi destruída por conta do preconceito da sociedade da qual fazia parte. Pensar nos belos livros que ele poderia ter produzido é bem triste, e serve para nos mostrar que o preconceito é algo extremamente negativo, podendo destruir a vida de uma pessoa da noite para o dia.


Este foi o meu resumo de setembro. Concordou com o ranking? Conhecia algum desses livros? Como setembro foi para você? Me conte!

Que, em outubro, os bons ares possam soprar em nossas vidas. Muita coisa está por vir, aguardemos!

Obrigado por ler. 😃

Abraço.

Alan Martins

setembro_arduo_destaque
Editado sobre imagem de Michel Sauret. Disponível em: https://www.defense.gov/Photos/Photo-Gallery/igphoto/2001289818/.

Curta a página do blog no Facebook 👍

Siga no Instagram 📸

Siga no Twitter 🕊

Gosta de livros?📚 Veja outras dicas de leitura »»AQUI«««

Gosta de poesia? 🍂 Confira algumas »»»AQUI«««

Veja algumas dicas ‼  »»»AQUI«««

Confira algumas listas  »»»AQUI«««


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Anúncios
Setembro árduo

9 comentários sobre “Setembro árduo

  1. Eu não tenho disciplina para posts, ao participar do BEDA quase surtei. Escrevo a medida do passo, as vezes, mais lento, as vezes mais rápido. Escrevo. E quando me lembro, faço do blogue uma gaveta. Ou então ficam por cima da mesa a me espiar com seus olhos bem grandes.

    Ah, eu li um pouco mais em Setembro… mais livro prontos, menos livros inacabados. Com o final do ano o trabalho vai se acabando naturalmente. E outubro é temporada de pensar 2018 (daqui a pouco é natal. aff)

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    1. Acho que o BEDA deu muito trabalho mesmo, escrever algo todo dia esgota a criatividade, sem falar na pressão por criar algo novo todo dia. Mas, acho que, no final, o sentimento que você teve foi o de um dever cumprido, com muito esforço e dedicação.
      Quem sabe esse aumento na leitura não continue em outubro. E é verdade, daqui pra frente é sair do luto por 2017 e já começar a planejar 2018.
      Que outubro lhe seja um ótimo mês! Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s