POEMA: DOR

Há uma semana, mais ou menos, eu estava sentindo muita dor, eu não estava bem. E uma ideia me surge de uma situação adversa, mais uma vez.

Quem é que nunca sentiu dor? Já nascemos com ela, ao respirar o ar que nossos pulmões não estavam acostumados a receber. Se trata de um sentimento que nos acompanha pelo resto da vida, ruim pois senti-la não é bom, mas ao mesmo tempo nos faz lembrar de que estamos vivos e devemos seguir em frente.

Gosto de ser engraçado e acredito possuir certa facilidade em criar algo que possa fazer rir. Por isso a primeira estrofe que criei foi a última, que parece um pouco boba até, mas que é divertira (eu acho). O resto foi se desenrolando ao me lembrar de situações em que a dor passou pela minha vida.

Foi um poema bom de se escrever, e espero que seja bom de ler. Espero que goste. Pode dizer o que achou nos comentários. Seja sincero.


Dor

Eis o sentimento que ninguém quer por perto,
que ocorre quando algo não está certo.
Mas uma vida só de prazer seria insana,
não há como o ser humano suportar o nirvana.

Pensando bem a dor tem um papel brilhante.
Na evolução foi importante.
Graças a ela fico relutante,
de mergulhar em águas escaldantes.

Quanto mais fracos somos, mais ela se agiganta,
e tentar lutar não adianta.
O que resta é sua presença aceitar,
e se comprometer a ela superar.

Dor de um grande amor,
dor de quem guarda rancor.
Sentimento de várias facetas,
golpeia com a força de mil marretas,
me assusta com suas caretas.

Você aparece na briga do casal,
ou numa discussão banal.
Porém não digo que você é mau,
pois o homem às vezes age como um animal,
o mais puro mal.

Te encontrei na morte de um ente,
E naquela vez em que fiquei doente.
Já se hospedou no meu dente,
Mas o pior foi quando visitou a minha mente.

Dor que aflige o coração,
quando bate a paixão.
Dor que maltrata o dedão,
quando na quina dou um tropeção.
Te aguentar não é mole não!

Alan Martins

poema_dor
Imagem por Freestocks (editado). Publicada sob Licença CC0 Domínio Público. Disponível em: https://www.pexels.com/photo/man-wearing-polo-shirt-holding-left-chest-128597/.

»»»Veja outros poemas de minha autoria«««


Licença Creative Commons
Este post está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Anúncios
POEMA: DOR

25 comentários sobre “POEMA: DOR

  1. Como a morte, inevitável. Todavia, também dela ou mesmo com ela a critividade pode fazer um poema, por exemplo. A vida sempre é sábia, nós é que às vezes ou quase sempre viramos as costas a sua sabedoria. Està muito bom o poema e desejo que a dor tenha dado trégua. Abraço, Alan.

    Curtido por 3 pessoas

    1. Vejo sempre em suas fotografias que você busca a sabedoria dos momentos em que usa a câmera, aproveita as oportunidades de registra seu sentimento ao avistar determinado local. E você tem toda razão. Muito obrigado pelas sábias palavras.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s